Imprensa

O Restaurante Villa Verde é sempre reconhecido pela sua saborosa culinária, bom atendimento e por seus encantos naturais. A imprensa nacional e internacional em suas reportagens sobre Paraty citam o Villa Verde como ótima opção de passeio na cidade.

“Les deux restaurants dont on parle sont nichés dans la Serra da Bocaina, à une demi-heure du centre: sur la route de Cunha, Villa Verde, tenu par un Suisse, Dario, a des risottos mémorables. On y croisera le prince don João de Bragance, descendant direct du roi Don Pedro propriétaire de la Pousada do Príncipe et homme d’affaires avise.”

Tradução:
“Os dois restaurantes citados na conversa, estão aninhados na serra da Bocaina, meia hora do centro, na estrada para Cunha. O Villa Verde dirigido por um suíço, Dario Rossera, serve risotos memoravéis. Lá você pode cruzar com o príncipe Dom João de Bragança, descendente direto do Rei D.Pedro, proprietário da Pousada do Príncipe e empresário astuto bem sucedido”

Revista Francesa Le Figaro Magazine em reportagem especial sobre o Brasil “Brézil: La voie royale de l’or et du café” 

Dario Rossera,  desembarcou há trinta anos em Paraty a passeio e se encantou pela cidade. Acabou comprando um sítio e ficando por lá.

Situado ao lado de uma bela cachoeira e com acesso a outras propriedades da área, o endereço acabou conhecido pelos turistas. Dario transformou o que poderia ser um inconveniente em um bom negócio: inaugurou o restaurante Villa Verde.

O proprietário é responsável pelo cardápio e produz as massas da casa, especializada, claro, na cozinha italiana (…). Os turistas costumam aproveitar as cachoeiras do lugar e encerram o programa com o almoço no restaurante instalado em um quiosque, ao lado do rio que corta a propriedade.

(Revista Veja RIO, “Mares do Sul”.)

“Donos de um sítio em Paraty, no Rio de Janeiro, Cristiane e Dario Rossera contam na propriedade com um presente da natureza: uma cachoeira. Cientes do privilégio, sempre abriram as portas do sítio aos turistas que por ali passavam e pediam para admirar a queda d’água e se banhar.

Em outubro de 2001, porém, decidiram unir o útil ao agradável. Como Dario cozinhava com sucesso para amigos, arriscaram abrir um restaurante na propriedade, o Villa Verde, e com ele oferecer ao mercado um pacote com comida de qualidade e banho de cachoeira.

E a idéia tem dado certo! Hoje, quem passa próximo ao Parque Nacional da Serra da Bocaina, aproveita para conferir os pratos da casa.”